São Paulo registra mais de 1.200 casos de roubos e furtos em shoppings centers na capital
outubro 18, 2017

A procura por serviços de Vigilância Patrimonial cresce no Brasil!

 

Viver com medo tornou-se uma constante na vida de muitos brasileiros. Tamanha insegurança é produto da violência urbana, que vem ganhando espaço cada dia mais. Em vista deste cenário tão conturbado e perigoso, muitas empresas, comércios e condomínios estão investindo na contratação de empresas de segurança privada, para proteção e preservação do patrimônio da companhia, clientes, colaboradores e visitantes.

A proteção do patrimônio de uma empresa ou condomínio envolve diversas práticas, que visam minimizar os riscos que os ativos de uma companhia têm de serem danificados, roubados ou furtados. O uso de equipamentos modernos, profissionais especializados e procedimentos específicos são necessários para manter a segurança e reduzir as vulnerabilidades existentes.

 

Mas, afinal o que é Vigilância Patrimonial e como ela pode vir a assegurar os ativos de uma empresa e a vida de todos os envolvidos (funcionários, colaboradores e visitantes)? Isso, eu te conto a seguir….

 

O que é Vigilância Patrimonial?

A Vigilância Patrimonial é uma atividade autorizada, controlada e fiscalizada pela Polícia Federal, exercida por profissionais treinados e capacitados, com o auxílio de equipamentos específicos, assim como de normas e procedimentos preventivos e para atuação em situações de risco.

O principal objetivo da Vigilância Patrimonial  é proteger o patrimônio e as pessoas, que encontram-se nos limites do local vigiado. Seja ele uma empresa pública ou privada, estabelecimentos urbanos ou rurais e condomínios comerciais. Em geral, essa modalidade de segurança  possui duas características principais: a legalidade e a ação presença.

 

LEGALIDADE

A legalidade estabelece que qualquer atividade de Vigilância Patrimonial deve ser desenvolvida dentro dos limites que a legislação brasileira estabelece e conforme as necessidades e coordenadas presentes na política de segurança e nos procedimentos internos da Organização prestadora do serviço.

 

AÇÃO PRESENÇA

A ação presença refere-se a presença física de vigilantes e agentes de segurança no local vigiado (empresa, estabelecimento ou condomínio), que desperta a sensação de segurança e de estar protegido. Assim como, a capacidade de agir com rapidez ante chamados e ocorrências.

A Portaria Nº 3.233/2012 – DG/DPF disciplina a atividade de segurança privada – em todo o território brasileiro -, desenvolvida por empresas especializadas e pelos profissionais que nela atuam. Também regulariza a fiscalização dos projetos de segurança dos estabelecimentos financeiros.

 

Os 4 Princípios da Vigilância Patrimonial

 CONTINUIDADE

A atividade de Vigilância Patrimonial é absolutamente operacional e pode ser exercida dia e noite, através de equipes que se revezam por meio de escalas de serviço.

 

 APLICAÇÃO

Deve ser aplicada em prol de evitar ações anti-sociais, de forma preventiva. A Vigilância Patrimonial é uma atividade de fácil reconhecimento, seja pelo veículo ou uniforme dos agentes, mas que exige muita atenção, perspicácia e atuação ativa.

 

ISENÇÃO

A atuação dos vigilantes deve ser livre de emoção e preconceitos. Os profissionais precisam reconhecer as pessoas como iguais e agir sempre com imparcialidade e impessoalidade.

 

EMPREGO LÓGICO

Toda e qualquer ação empregada na Vigilância Patrimonial deve ser resultados de uma avaliação das necessidades. Deve-se sempre levar em consideração o custo-benefícios e  as ameaças reais, em potencial ou existentes.

 

Competências da Vigilância Patrimonial

 O que esperar de um serviço de Vigilância Patrimonial?

Muitas empresas e síndicos ficam com dúvida quanto às atribuições da Vigilância Patrimonial. Para esclarecer, segue abaixo uma lista com as principais competências:

 

  • Ocupar postos de vigilância e controle de acesso;
  • Realizar rondas no interior das instalações;
  • Proteger as pessoas e o patrimônio da empresa, mediante ações de greve ou manifestações sindicais;
  • Intervir em situações que necessitem do uso de força física;
  • Controlar, coordenar e fiscalizar a circulação de pessoas nas dependências da empresa;
  • Prevenir e combater incêndios;
  • Remover acidentes e encaminhar vítimas de mal súbito ao Pronto Socorro;
  • Garantir a segurança física das pessoas e a integridade do patrimônio.

 

Os profissionais de Vigilância Patrimonial podem registrar ocorrências, intervir em situações de risco ou dano ao patrimônio, oferecer assistência a pessoas da organização ou visitantes, averiguar a segurança do local, orientar e advertir pessoas em situações de conduta irregular (que não seguem as normas e procedimentos da organização).

 

Por que contratar?

Embora o serviço de Vigilância Patrimonial seja, em sua maioria preventivo, os profissionais são treinados e preparados para agir de forma repressiva em determinadas circunstâncias. Assim como, em situações de risco.

O que muitas pessoas não sabem é que a presença de vigilantes nas dependências da empresa ou condomínio, serve para intimidar pessoas mal intencionadas. Além de oferecer respostas rápidas e assertivas em situações de ocorrência, acionar as autoridades, orientar as vítimas e prestar socorro.

 

“O dever de um vigilante é, antes de qualquer coisa, com a vida!” – Grupo Fortville

 

→ Com profissionais há mais de 20 anos no mercado, o Grupo Fortville oferece soluções modernas e personalizadas na área de segurança corporativa e privada.  Fale agora com um de nossos especialistas!  ✆ 11 3571-0048 | contato@fortville.com.br

Os comentários estão encerrados.